siga o margot robbie brasil em suas redes sociais!
16.10.17
Margot Robbie em entrevista para a revista Cleo

Margot concedeu uma rápida entrevista para a revista Cleo, da Singapura, e falou sobre suas escolhas em sua carreira e como entrou na indústria do cinema. Confira:

Você tem interpretado muitos papéis intensos ultimamente, particularmente com Esquadrão Suicida e agora em I, Tonya. Qual a fonte da sua força?
Minha mãe sempre foi um ótimo exemplo para mim. Ela era uma mãe solteira criando meus irmãos, minha irmã e eu sozinha, e nós não fazíamos a vida dela mais fácil. Nós estávamos sempre brigando e minha mãe teve que ser uma mulher muito forte para segurar as pontas. Ela é uma mulher incrível.

Como foi crescer em uma fazenda em Queensland?
Foi perfeito para crianças. Meus irmãos e eu costumávamos caçar ursos e surfar, e eu cresci sabendo mais sobre agricultura e pecuária do que você pode imaginar. Não era o tipo de infância que você espera que vai levar alguém para a atuação.

Então, o que inspirou você a ser atriz?
Eu sempre tive uma imaginação louca e eu amava assistir vídeos e fingir ser parte das aventuras dos personagens. Eu estava sempre brincando de atuar quando era criança. Eu assistia aos mesmos filmes e vídeos o tempo todo e então refazia as cenas para a minha mãe. Ela era um ótimo público e sempre se perguntava como eu lembrava de todas as falas! Eu também fazia peças de teatro para a minha família e forçava todos a pagarem 1 dólar por cada performance. Então eu sempre entendi o ângulo do negócio das coisas. Mas mesmo depois de fazer um curso de atuação, a ideia de ser uma atriz era tão provável quanto a de ser um astronauta.

Como você entrou na indústria?
Eu trabalhava em uma loja de surf e uns caras estavam filmando um filme na esquina. Por coincidência, um deles me apresentou para um agente e isso me levou à algumas participações especiais em séries de televisão. E então eu fui escalada para Neighbours assim que terminei a escola. Esse [novela australiana que lançou a carreira de Kylie Minogue e os irmãos Hemsworth] foi meu primeiro campo de treinamento para a atuação. Eu tinha que aprender 60 páginas de diálogo em uma semana, trabalhar cinco dias por semana e fazer 16 ou 17 horas por dia. Mas era o tipo de experiência que eu precisava e foi um passo muito importante para mim.

Seus colegas de trabalho já disseram que apesar de você ter o coração leve e ser amigável, você leva seu trabalho e carreira muito a sério.
Eu sempre me esforcei muito e pensei nos tipos de papéis e projetos que faço parte. Eu sempre tive uma boa equipe comigo e sempre foi importante para mim ser muito estratégica sobre a minha carreira. Há muita sorte envolvida, mas você também precisa ter uma ideia de qual tipo de carreira você quer ter.

Você trabalha muito e vive entre o Reino Unido e os Estados Unidos por muitos anos agora. Você sente saudade da Austrália?
Eu sempre estou com saudade de casa. Mas não é a mesma coisa de quando eu tinha 17 anos e me mudei para Melbourne sem contar para ninguém. Agora é esse sentimento de não ser parte de todas essas conversas de jantar que nós teríamos. Sempre que volto para casa, nós sentamos e trocamos histórias sobre o que está acontecendo em nossas vidas. É surreal.

postado por Mari na categoria Entrevistas