siga o margot robbie brasil em suas redes sociais!
12.12.17
Margot Robbie e Sebastian Stan falam sobre conhecer Tonya Harding e Jeff Gillooly

Margot e seu parceiro de cena em I, Tonya, Sebastian Stan, falaram com o Entertainment Weekly sobre seus encontros com Tonya Harding e Jeff Gillooly. O roteirista Steven Rogers também fala como Tonya recebeu o filme. Confira:

Margot Robbie não quis conhecer Tonya Harding até decidir como ela iria interpretá-la em I, Tonya. Quando ela finalmente decidiu, ela estava lá para apenas uma coisa: ver se a patinadora estava bem, 23 anos depois de Harding ser acusada de ajudar a planejar um ataque na rival Nancy Kerrigan e viu sua carreira ser arruinada como consequência.

“Mais do que tudo, eu só queria checar se ela estava bem,” Robbie diz. “Eu senti que, com todas as filmagens que eu vi online, não pareceu que a história dela teve resolução. Ninguém me garantiu em nenhum desses documentários que ela está bem agora, e depois de passar todo esse tempo tentando ver as coisas do ponto de vista dela, eu tenho sentimentos por ela.”

E acontece que, Harding está mais do que bem, pelo menos de acordo com a atriz. “Conhecê-la foi incrível porque ela evidentemente ama seu marido e seu filho, e vê-la falar deles como se ela tivesse encontrado consolo na vida antiga, me tranquilizou,” ela explica. “Eu me senti muito melhor sabendo que ela encontrou seu lugar agora e se tornou uma boa mãe, o que é claramente importante para ela.”

Mas se Robbie teve um encontro prazeroso com sua personagem na vida real, Sebastian Stan relembra um encontro mais brincalhão e argumentador entre ele e Jeff Gillooly, o ex marido de Harding e o homem que Stan interpreta no filme. “Vou te contar, eu estava fazendo xixi nas calças,” o ator diz, rindo.

Essa reação não era por medo, Stan diz, mas sobre Gillooly o questionar por que ele queria estar em um filme sobre o assunto. “Ele escolheu o restaurante, então nós fomos lá, sentamos, e a primeira coisa que ele disse para mim foi, ‘Então… por que você quer fazer isso? Por que você quer estar nesse filme?'” Stan lembra. “Eu fiquei tipo, ‘Oh! Bom, uhh, você sabe, o roteiro era muito bom e é uma história louca,’ e então eu lembro dele dizer algo tipo, ‘Sim, mas ninguém vai querer assistir isso. Ninguém vai prestar atenção.'” Stan ri novamente. “Eu fiquei tipo, ‘Oh, eu não seeeeeeei!'”

Mesmo assim, Gillooly parece ter aceitado a ideia de uma adaptação cinematográfica de um tempo da sua vida há mais de duas décadas atrás de algum jeito. Ou, pelo menos é assim que Stan vê. “Eu acho que ele viu uma foto minha com o bigode, e ele escreveu para mim e disse algo como, ‘Bom, bigode legal! Você pode trazer isso para a moda, algo que eu nunca poderia ter feito,'” Stan diz. “Foi engraçado.”

E quando o filme ficou completo, o roteirista Steven Rogers diz que Harding foi a uma exibição com seu marido e deu uma crítica positiva o bastante. “Eu estava muito nervoso com ela assistindo,” ele diz. “Ela me mandou email duas vezes desde então, apenas para me agradecer. Ela disse que riu e chorou. Ela disse que algumas coisas ela não gostou, mas eu acho normal.”

“Olha,” ele adiciona. “Eu não poderia assistir um filme de duas horas sobre a minha vida, entende o que eu digo? Tipo, como você faz isso? Como você assiste outra pessoa interpretar o tempo que você estava nesse mundo em duas horas? É uma tarefa impossível.” Mas novamente, tendo sobrevivido a notoriedade, Harding parece acostumada com lidar com tarefas difíceis.

Fonte | Tradução e Adaptação: Equipe Margot Robbie Brasil

postado por Mari na categoria Entrevistas
12.12.17
Allison Janney fala sobre indicação de Margot Robbie ao Golden Globes

Allison Janney foi entrevistada na manhã de hoje pelo LA Times após receber sua indicação ao Golden Globes e foi questionada sobre como foi ser indicada na companhia da Margot, confira:

Como é ser indicada ao lado da Margot?
Eu estou muito orgulhosa dela. Quero dizer, ela é quem eleva o nível desse filme. Dedicação, paixão por esse papel e tudo que ela precisou aprender a fazer: patinar, o sotaque e tudo. Ela deu duro e nos fez elevar nosso nível. Estou realmente muito orgulhosa. E estou muito feliz que o filme foi reconhecido também porque muitas pessoas nos fizeram ser boas.

Fonte | Tradução & Adaptação: Equipe Margot Robbie Brasil

postado por Mari na categoria Entrevistas
12.12.17
Margot Robbie fala sobre indicação ao Golden Globes com o LA Times

Margot foi entrevistada na manhã de hoje pelo jornal LA Times e falou sobre sua indicação ao Golden Globes, assim como de sua parceira de cena Allison Janney, e mais! Confira:

Onde você está?
Estou aqui em Los Angeles, estou em casa.

Você estava acordada esta manhã para assistir as indicações?
Não, eu estava dormindo. Eu acordei para me preparar antes de algumas reuniões nesta manhã e meu celular estava explodindo, eu tinha 70 mensagens. E eu pensei, meu Deus, o mundo acabou? E quando eu abri as mensagens vi que todo mundo estava me dando parabéns.

O que você acha que as pessoas estão respondendo no filme?
Eu não sei, não é uma biografia tradicional, o roteiro e o filme realmente quebram o molde quando se trata do que você espera ver em um filme. E eu acho que as pessoas gostam disto, é mais original e atraente esse jeito.
Tivemos uma resposta extraordinária. Estávamos fazendo um Q&A ontem no Dome, no Arclight, e estava completamente lotado e foi louco perceber que tantas pessoas estavam interessadas no nosso filme.

Considerando seu papel como produtora, não só atriz, isso deve ser bem melhor.
Absolutamente, quando você produz um filme você dedica anos da vida a isso. A ideia de colocar tanto tempo e esforço em algo e ninguém ir ver seria de partir o coração, então ter tantas pessoas não só querendo ver mas respondendo tão positivamente é incrível.

Por que Tonya? O que está conectando a história dela com o público agora?
Há tantos elementos da história, do roteiro e do nosso filme especificamente. É um filme muito interessante, as pessoas se envolvem nele, mas também há uma grande conversa sobre as classes na América, a privação dos direitos, a mídia e como consumimos isso sem questionar. E a ideia do que uma mulher deve ser, o que nos dizem para ser para conseguirmos nos encaixar. Há tantas conversas grandes, tanto que quando estávamos filmando nós não tínhamos percebido o quão atual seria. Agora parece que veio tudo para a nossa mente, tanto quando o filme saiu como com o ponto que a sociedade atingiu esse ano. Eu acho incrivelmente relevante, assustadoramente relevante, na verdade, mas também divertido, que é o que queremos fazer como cineastas, divertir e desafiar o público. Se você consegue fazer os dois em um filme, eu acho que isso é muito especial.

As pessoas falaram sobre como há tantos filmes centrados em mulheres esse ano, com I, Tonya, Lady Bird, Wonder Woman, Molly’s Game e outros. O que isso significa para você? O que você pensa quando vê tantos filmes centrados em mulheres tendo sucesso esse ano?
Eu fico muito animada, obviamente. É engraçado, não estou surpresa, porque eu conheço tantas mulheres brilhantes. Não somente nessa indústria, minhas amigas na Austrália estão fazendo coisas incríveis e provando novamente que mulheres são tão subestimadas e desconsideradas.
Todas estão deixando suas vozes serem ouvidas esse ano, e eu acho isso fantástico. Quando você vê Sofia Coppola ganhar em Cannes, e você vê Mulher Maravilha arrasar na bilheteria, isso dá muita coragem para todos que estão tentando fazer suas vozes serem ouvidas.

I, Tonya é dirigido por um homem, Craig Gillespie, e muitas pessoas hoje estão falando sobre o fato de que nenhuma mulher foi indicada por direção. Então mesmo quando as coisas parecem estar avançando, você ainda esbarra com algum tipo de bloqueio.
Ainda há muito caminho a percorrer e, claro, sempre há coisas que precisamos trabalhar e fazer melhor como sociedade, indústria e indivíduos. Mas eu também acho que precisamos tirar esse tempo para comemorar as conquistas maravilhosas, e hoje é um dia para comemorar.

Deve ser emocionante para você ver Allison Janney indicada também.
É incrível. Desde o primeiro segundo em que li sua personagem, eu pensei que ela ia arrasar, e ela arrasou. Ela realmente fez algo espetacular com essa personagem e trabalhar com ela honestamente foi um dos destaques da minha carreira.

Fonte | Tradução & Adaptação: Equipe Margot Robbie Brasil

postado por Mari na categoria Entrevistas
11.12.17
Margot Robbie e I, Tonya são indicados ao Golden Globes

Na manhã de hoje recebemos a ótima notícia de que Margot foi indicada como Melhor Atriz em Comédia ou Musical e I, Tonya foi indicado como Melhor Filme de Comédia ou Musical no Golden Globes 2018! A atriz Allison Janney, que interpreta a mãe de Margot no filme, também foi indicada na premiação como Melhor Atriz Coadjuvante em Comédia ou Musical. Parabéns para todos do elenco e equipe!

Melhor Filme de Comédia ou Musical:
The Disaster Artist
Get Out
The Greatest Showman
I, Tonya
Lady Bird

Melhor Atriz em Comédia ou Musical:
Judi Dench, Victoria & Abdul
Helen Mirren, The Leisure Seeker
Margot Robbie, I, Tonya
Saoirse Ronan, Lady Bird
Emma Stone, Battle of the Sexes

Melhor Atriz Coadjuvante em Comédia ou Musical:
Mary J. Blige, Mudbound
Hong Chau, Downsizing
Allison Janney, I, Tonya
Laurie Metcalf, Lady Bird
Octavia Spencer, The Shape of Water

postado por Mari na categoria Filmes